Por Geraldo Carneiro Filho |

I – INTRODUÇÃO:

Davi tinha experiência com Deus, adquirida não nos bancos de uma Universidade, porém, no Campo de Batalha, no “batalhar pela fé”. Quem não matar o leão e o urso, não matará Golias. É no campo de batalha, é no confronto direto com os inimigos, é na realização da Obra de Deus que a fé cresce e se fortalece.

II – DAVI VERSUS GOLIAS:

GOLIAS DE GATE – media, aproximadamente, 2,99m; sua couraça tinha 70 quilos; seu eixo de tecelão pesava cerca de 8 quilos; a ponta da lança pesava 7 quilos; o dardo de Golias era tão pesado, que em vez de levá-lo na mão, ele o levava sobre os ombros.

DAVI, O VOCACIONADO PELO SENHOR – era um bom músico (louvor); forte e destemido (coragem); homem de guerra (sabia lutar); sisudo em palavras (sabia falar bem); gentil aspecto (beleza interior); o Senhor é com ele; (tinha plena comunhão com Deus); era um bom filho (cuidava das ovelhas de seu pai; ajudava e honrava).

I Sm 17:49-50 – Aparentemente, Davi levava desvantagem: Golias tinha seu escudeiro, tinha mais experiência de guerra, tinha armamento, era maior em estatura, tinha mais peso físico.

Os homens sem fé viam um gigante; o homem de fé via, apenas, um “incircunciso filisteu”. A fé faz a diferença!

Disse Davi : “Tu vens contra mim com espada, lança e escudo; eu, porém, vou contra ti em nome do Senhor dos Exército, o Deus dos Exércitos de Israel. Eu vou contra ti em nome de Deus”.

ISTO PORQUE: DEUS USA INSTRUMENTOS FRACOS PARA REALIZAR GRANDES RESULTADOS (Zc 4:10) – Vejamos, pois, “O DIA DAS PEQUENAS COISAS”: Deus usou…

 (1) uma vara (Ex 14:15-16);

 (2) uma queixada de um jumento (Jz 15:15);

 (3) um punhado de farinha e um pouco de azeite (I Rs 17:12);

 (4) uma nuvem do tamanho da mão de um homem (I Rs 18:44);

 (5) semente de mostarda (Mt 13:32);

 (6) Davi, tão somente com uma funda e um seixo, derrotou a um gigante e salvou a Israel (I Sm 17:52);

 (7) Um adolescente com apenas dois peixes e cinco pães provocou um milagre (Jo 6:5-13);

 (8) Migalhas do poder de Cristo foram suficientes para libertar da possessão demoníaca a filha da mulher cananéia (siro-fenícia) – Mt 15:21-28

 Tão poucos recursos e tão grandes resultados!

 III – PROMESSAS DE POLÍTICO:

 I Sm 17:25 – Para solucionar o problema deste duelo ingrato, e para não acabar por completo com a moral e o moral do exército, Saul prometeu:

 1) Dar por mulher a filha;

 2) isentar de impostos; e

 3) distribuir riquezas.

 Saul prontificou-se a pagar qualquer preço. Já ia longe o tempo em que Saul dependia do Senhor (I Sm 11:7, 13); agora colocava a sua esperança no poder do dinheiro e das promessas (que não cumpriu).

 O gesto demonstra o grande desespero de Saul, pois aproveitava a única oportunidade que se oferecia: um moço inexperiente em guerra (I Sm 17:31, 33).

 I Sm 17:34-36 – O TEU SERVO MATOU O LEÃO E O URSO – Davi repetiu a façanha de Sansão (Jz 14:5-6) e, além do leão, esquartejou um urso, outro animal forte e perigoso (II Rs 2:24). O fato mostra que Davi era moço de grande força física e sangue frio.

 O urso consta ser especialmente feroz, voraz, cruel e parece que é mais temido do que o leão.

 O leão é dotado de força superior, é corajoso, feroz, voraz e não teme o homem.

 Ninguém havia visto Davi combater o urso e o leão, senão Deus. Davi não precisava se orientar pela experiência de outra pessoa. Ele havia experimentado a Deus por si mesmo. As experiências do passado nos encorajam a enfrentar o futuro confiados em Deus.

 Davi tivera experiências penosas, mas saíra-se vitorioso em preservar o rebanho de seu pai da ferocidade das bestas feras. Agora ele assegurava a Saul que poderia proteger o rebanho de Deus da ameaça do filisteu incircunciso.

 IV – A TERRA SABERÁ QUE HÁ DEUS:

 I Sm 17:46 – Esta afirmação de Davi prevaleceu, pois o fato está registrado na história para a glória de nosso Senhor.

 Davi pretendia mostrar com sua vitória que o Senhor era o verdadeiro Deus e que era Ele quem libertava o Seu povo (Sl 44:1-8).

 Golias jurou pelos seus deuses que esquartejaria Davi e daria sua carne para os animais e os pássaros devorarem.

 Davi respondeu a Golias: “… eu vou a ti em NOME DO SENHOR!”

 Davi não disse que iria enfrentar Golias em nome de Saul ou por causa de suas promessas políticas, mas somente em nome do Senhor, pois do Senhor é a guerra. Todos devem saber que Ele protege o Seu povo; que Sua providência governa; que Seu socorro nos torna invencíveis.

 Nenhuma força e nenhuma arma podem impedir a destruição daqueles que não têm o Senhor dos Exércitos!

 DAVI LANÇOU MÃO DA FUNDA – Qualquer coisa na mão, com Deus, vale muito e dá certo.

 A funda, com a bênção de Deus, era muito mais poderosa que o orgulhoso Golias com sua espada, lança e escudo. Isso mostra o que a fé viva e real pode fazer.

 DAVI PEGOU CINCO PEDRAS E LANÇOU UMA – Esta cravou-se na fronte, O ÚNICO LUGAR DESPROTEGIDO DE GOLIAS E UMA DAS PARTES VITAIS DO CORPO HUMANO.

 Quando lançarmos A PEDRA, ela será dirigida por DEUS ; não iremos à batalha sozinhos: O ESPÍRITO DO SENHOR DOS EXÉRCITO IRÁ CONOSCO.

 V – APENAS UMA PEDRA DERRUBOU O GIGANTE GOLIAS:

 Davi colheu cinco pedras no ribeiro para enfrentar Golias – I Sm 17:40;

 Samuel erigiu um altar e o chamou EBENEZER = PEDRA DE AJUDA (I Sm 7:12). Cristo, nossa Vitória, é chamado A PEDRA tanto no Antigo como no Novo Testamento (Dn 3:25; Mt 21:42).

 A NOSSA PEDRA DE AJUDA É CRISTO e, segundo o profeta Isaías, “um menino” que nos nasceu, teria o Seu nome composto por cinco nomes. “O seu nome será”:…

 (1) MARAVILHOSO;

 (2) CONSELHEIRO;

 (3) DEUS FORTE;

 (4) PAI DA ETERNIDADE; e

 (5) PRÍNCIPE DA PAZ.

 Apesar de ter colhido cinco pedras, Davi usou apenas UMA para derrubar Golias; sobraram quatro pedras.

 Isso mostra que, após derrubarmos “um Golias”, outro aparecerá no nosso caminhar da fé.

 Mas devemos ter sempre uma pedra de reserva para enfrentarmos “os Golias” que surgirem à nossa frente. Para cada “Golias” tenhamos à nossa disposição, durante 365 / 366 dias, “UMA PEDRA”.

 E, quando estivermos enfrentando qualquer “Golias”, façamos como Davi:

 (1) Apenhemos cinco pedras (MARAVILHOSO, CONSELHEIRO, DEUS FORTE, PAI DA ETERNIDADE e PRÍNCIPE DA PAZ) – Sl 124:8;

 (2) Quando o gigante se levantar para ir ao nosso encontro, apressemo-nos e corramos ao combate, a encontrar-se com ele – I Sm 17:48;

 (3) Das CINCO PEDRAS QUE ESTÃO À NOSSA DISPOSIÇÃO, BASTA USARMOS UMA DELAS – Sl 20:7-9;

 (4) Com a pedra cravada na fronte, o normal seria Golias cair de costas no chão. Mas esta ÚNICA PEDRA fez e fará diferente: O gigante cairá diante de nós “com o rosto em terra”, – I Sm 17:49;

 (5) Assim, prevaleceremos, não com “as armas de Saul ” ou “promessas políticas”, mas com uma funda e UMA PEDRA – I Sm 17:50;

 (6) Não devemos parar aí! O gigante ainda não estava morto! Corramos outra vez, ponhemo-nos em pé sobre o ele e o matemos, cortando-lhe a cabeça – I Sm 17:51;

 Resultado: OS INIMIGOS VERÃO QUE O SEU CAMPEÃO É MORTO E FUGIRÃO, para glória e honra do nosso Deus! – I Sm 17:51.

VI – CONSIDERAÇÕES FINAIS:

 Entreguemos, pois, nossa vida a Cristo; sirvamos à causa do Mestre e levemos conosco:

 (1) Nossa fé pessoal em Cristo;

 (2) Nossa devoção diária, não deixando passar um dia sem lermos a Bíblia e orarmos;

 (3) Vivamos uma vida disciplinada debaixo da soberania de Deus;

 (4) Dediquemo-nos ao serviço do Mestre; e

 (5) Estejamos preparados para a batalha, de onde sairemos vitoriosos, em nome de Jesus, a ÚNICA PEDRA, a nossa PEDRA DE AJUDA!

FONTES DE CONSULTA:

• Estudo do Pastor Franco – “Um gigante por dia”

• Comentário Bíblico Broadman – Volume 9 – JUERP – Clifton Allen

• Estudo do Prof. Antonio Sebastião da Silva – “Fortalecendo a fé dos irmãos”.

• O Desafio – Distribuidora Record – Billy Graham

IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLÉIA DE DEUS EM ENGENHOCA – NITERÓI – RJ

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL

LIÇÃO 01 – DIA 04/10/2009

TÍTULO: “DAVI E A SUA VOCAÇÃO”

TEXTO ÁUREO – I Sm 13:14

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: I Sm 16:1, 3 10-13

PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO

e.mail: geluew@yahoo.com.br